terça-feira, maio 24, 2005

Utopia




A literatura não permite caminhar, mas permite respirar.

Roland Barthes

1 comentário:

Sílvia Antunes disse...

E o caminho faz-se ao andar...