terça-feira, maio 24, 2005

Imagem Enevoada



Imagem Enevoada

Paradoxo: por um lado, a televisão fabrica-me representações de um mundo longínquo; por outro, esse é o mundo adequado ao meu mundo.

É o que me convém: se as imagens do mundo não me dizem respeito, ou me dizem só longinquamente respeito, então está tudo bem assim, porque a minha imagem também só enevoada me diz respeito.

Eu nem me apercebo do «longe», do «afastamento», da «ausência de mim a mim».

Não há paradoxo, porque não há consciência dele. Não há sobressalto de pensamento.

Tudo se mistura, talvez.


José Gil

3 comentários:

Rafael Reinehr disse...

Que coisa!

Como é rica esta blogosfera. Pululam visitas ao Escrever Por Escrever graças a este copy and paste de linques que são feitos do código de alguns blógues como o Gávea, do Aviz, do Berra-Boi e de nem mais sei onde. O que sei é que, ao buscar a origem daqueles que visitam meio sem querer minha casa, acabo encontrando novos e brilhantes mundos de idéias ainda pouco explorados. Esta Casa comunitária é sem dúvida um belo exemplo disto.

Poesia já lapidada entremeada com pedras brutas é o que temos aqui.

Grande trabalho. Sigam firme!

Francis C. Afonso disse...

Caríssimos,
Copiar a minha lista de links não tem mal, mas se tivessem enviado um mail a dar conta disso tinha sido simpático da vossa parte. Primeiro porque eu escusava de receber mails a perguntarem-se de tinha criado outro blog. Depois, porque vocês escusavam de ter, disparatadamente, links com fundo amarelo, que só a mim dizem respeito, porque são aqueles que linkaram o Berra-boi. Assim, é completamente estapafúrdio.
Francis

Carlos Galveias disse...

Sorry Francis... fui estapafúrdio... não somos todos?